Prefeitura abre licitação para consultoria no Plano Diretor

O prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, assinou nesta semana a autorização para licitar a contratação de empresa que irá auxiliar na elaboração do novo Plano Diretor do Município. O convite para as empresas interessadas será publicado nesta quarta-feira (16), no Diário Oficial do Município e em jornais de ampla circulação, sob a modalidade Técnica e Preço. Isso significa que a efetiva contratação irá levar em consideração, principalmente, a capacitação (experiência técnica dos profissionais) e, em seguida, o menor preço proposto.

As empresas interessadas terão o prazo de 35 dias para se inscreverem no processo licitatório. Encerrados todos os trâmites burocráticos, e tendo sido concluída a contratação, a empresa terá 300 dias para realização do serviço.

Segundo o prefeito, a contratação de empresa de consultoria segue um modelo implantado por outros municípios, e que já foi utilizado em Ponta Grossa na elaboração do atual Plano Diretor, em 2006. A medida vem se somar à instalação do Iplan, realizada em 2013 pela atual gestão municipal para garantir o desenvolvimento sustentável do Município.

“A contratação de uma empresa com profissionais de conhecimento específico, mas que trabalhem de forma multidisciplinar, vai permitir que o Plano Diretor contemple melhorias em diversos setores, e que a cidade continue crescendo com planejamento e responsabilidade, que é o que defendemos desde que assumimos a gestão”, diz Rangel.
A revisão do Plano Diretor de Ponta Grossa teve início com a formação de uma equipe técnica organizada pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Ponta Grossa (Iplan). O grupo selecionado compõe parte dos trabalhos que irão definir os critérios para que o município cresça e se desenvolva pelos próximos 10 anos. Entre os principais temas revistos estão a mobilidade urbana, a infraestrutura e exigências na criação de novos conjuntos habitacionais, ferramentas de acessibilidade, preservação do meio ambiente e patrimônio cultural e melhorias em espaços de convivência.

Equipe multidisciplinar
A arquiteta da Secretaria Municipal de Planejamento, Jamile Salim, destaca a importância dessa licitação para o bom andamento da atualização do Plano Diretor. “Já realizamos as primeiras reuniões com os integrantes do Conselho da Cidade, e sabemos que a abrangência dos temas tratados deve ser muito grande. Também serão realizadas oficinas e audiências públicas para ouvir a população na elaboração do documento. Por isso é imprescindível a contratação de empresa para prestar consultoria nesse trabalho”, explica Jamile.

Segundo ela, por meio da licitação será possível acrescentar às equipes engenheiros ambientais, engenheiros civis, arquitetos, economistas, cientistas sociais, geógrafos, geólogos, advogados e administradores. Muitos desses especialistas não compõem o atual quadro de profissionais do Iplan. A empresa também irá levantar as demandas da população, considerando os trabalhos já desenvolvidos pelo Instituto, por secretarias, autarquias e fundações.

Ações e planejamento
A elaboração do Plano Diretor consiste no planejamento de ações que visam melhorias para a próxima década. Entre as mudanças previstas, algumas das inovações já realizadas ou em fase adiantada são a criação de ciclovias e de novas ligações entre bairros, a instalação de escolas em tempo integral, a reativação do Aeroporto Sant’Ana com voos comerciais, a mudança no sistema de coleta e tratamento de resíduos, a criação de novos espaços de lazer, entre outros.

Fonte: Prefeitura Municipal de Ponta Grossa.