IPLAN prepara novo Centro de Convívio Cultural na Estação Arte

A Estação Arte, que recentemente foi reincorporada à Fundação de Cultura, em breve terá novidades. Em ação conjunta com a Fundação, o IPLAN está preparando o projeto de readequação do espaço para transformá-lo em ambiente cultural multifuncional. A ideia é suprir a necessidade de um espaço destinado a exposições de arte na cidade, movimentando o setor de cultura e propiciando maior visibilidade aos artistas locais, além de oferecer mais uma opção de lazer para a população.

De acordo com a assessora de projetos do IPLAN, arquiteta Bianca Camargo Martins, o projeto da nova Estação Arte ainda em fase de elaboração. “O projeto tem como objetivo principal a transformação da edificação em um centro de convivência social e cultural, abrigando novos usos”, explica a arquiteta. O local, segundo Bianca, terá um espaço destinado a exposições, oficinas e mostras de artistas locais e de fora da cidade, ambiente para cursos, além de abrigar um café e uma praça externa com palco para pequena apresentações artísticas. “Atualmente, o IPLAN trabalha no levantamento quantitativo do projeto que vai possibilitar o cálculo da obra”, explica a arquiteta.

No dia 16 de março de 2015, depois de um período de oito anos sob a direção da Secretaria Municipal de Abastecimento, a edificação voltou a ser administrada pela Divisão de Artes Visuais da Fundação de Cultura. Construída em 1896 e integrante do patrimônio arquitetônico do município, a Estação Arte é, para o presidente da Fundação de Cultura, Paulo Goulart Netto, o local mais adequado para o convívio cultural e de lazer. “Temos a facilidade da acessibilidade e é um espaço que tem tudo a ver com a cultura, já que se trata de um Patrimônio Histórico Cultural do Município. Sabemos que são necessárias intervenções para propiciar esse tipo de atividades, que incluem programação de artes visuais, centro de convívio cultural, bistrô ou café e praça de leitura”, destaca o presidente.

A Estação Arte deve se tornar referência no segmento cultural em Ponta Grossa e se integrar à nova proposta de entretenimento cultural do centro da cidade. “Pretendemos a requalificação do edifício e sua integração com o Parque Central”, completa a arquiteta.

Fonte: Prefeitura Municipal de Ponta Grossa.