1ª Reunião técnica de assinatura de contrato de prestação de serviços da Revisão de Plano Diretor

O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Ponta Grossa (IPLAN) recebeu, nesta quarta-feira (23), os representantes da empresa Ambiens Cooperativa, contratada para realizar os trabalhos de consultoria na atualização do Plano Diretor de Ponta Grossa.

De acordo com o presidente do IPLAN, Paulo Barros, a atuação da empresa na elaboração desse documento é fundamental para que seja planejado o desenvolvimento organizado do Município pelos próximos 10 anos. “O IPLAN possui um quadro técnico de funcionários que, aliado ao Conselho da Cidade, é composto por profissionais de diversas áreas. No entanto, para garantir que nenhum aspecto do planejamento de Ponta Grossa seja deixado de lado, é importante a presença de outros profissionais, fundamentando a elaboração do Plano Diretor, que é multidisciplinar”, explica Barros. Isso significa a participação de engenheiros, arquitetos, representantes de todos os órgãos municipais, além de biólogos, geólogos, engenheiros ambientais, economistas, cientistas sociais, geógrafos, economistas, advogados e administradores.

A empresa contratada já possui ampla experiência no que se refere à orientação de planos diretores. Trabalho semelhante foi realizado pelo Grupo em várias cidades do Paraná, a exemplo de Guaíra, Paranavaí, Quedas do Iguaçu, Quatro Barras, Castro, Maringá, São José dos Pinhais e Pinhais. Também atuou junto ao Plano Diretor em municípios do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

As discussões e a criação de diretrizes para orientar a elaboração do Plano Diretor de Ponta Grossa estão bastante adiantadas, e a previsão é que o documento seja concluído no final do ano. Entre os principais temas a serem revistos no documento estão a mobilidade urbana, a infraestrutura e exigências na criação de novos conjuntos habitacionais, ferramentas de acessibilidade, preservação do meio ambiente e patrimônio cultural e melhorias em espaços de convivência.

A contratação de empresa de consultoria segue um modelo implantado por outros municípios, e que já foi utilizado em Ponta Grossa na elaboração do atual Plano Diretor, em 2006. A medida vem se somar à reativação e readequação das atividades do IPLAN, promovida em 2013 pela atual gestão municipal, para garantir o desenvolvimento sustentável do Município.

 

PARTICIPAÇÃO POPULAR
Também na tarde desta quarta-feira foi realizado o primeiro encontro dos profissionais da Ambiens com os representantes do Conselho da Cidade e IPLAN. Foi o momento de trocar ideias, mostrando o que já foi discutido para elaboração do Plano Diretor, e apresentando propostas novas para a efetiva produção do documento.

Josias Rickli Neto, da Ambiens Cooperativa, explicou que um grande desafio é manter a participação popular em todas as fases de desenvolvimento do Plano. “Nós atuamos com Plano Diretor em diversos municípios, e já percebemos que essa participação popular é importante. Na cidade de Viamão, região metropolitana de Porto Alegre, nós tivemos a mobilização das pessoas desde a preparação do documento e das leis complementares, até sua aprovação na Câmara Municipal. Vamos tentar algo parecido em Ponta Grossa”, disse Rickli.

dsc_2044

Fonte: Prefeitura Municipal de Ponta Grossa.